Respira, estica e puxa

Hoje fui à minha 3a aula de Pilates. Como é chata essa prática. J-suis!

Mas é perceptível o trabalho na lombar. Saio com as costas ardendo, especialmente na área em que tenho um encurtamento que vira e mexe me tira de combate.

Explico: quando pratico muita atividade física OU se fico sedentária por mais de 2 semanas, minhas costas costumam travar.

Nem ficar ereta eu consigo. Dependendo da gravidade da crise, mal sou capaz de andar.

pilates

Pensando no projeto 2013, resolvi me render ao Pilates para resolver de vez essa questão.

A ideia é trabalhar o fortalecimento muscular da região para acabar com as crises e, assim, manter a rotina forte de exercícios.

Durante a aula rola uma repetição sem fim de respira, estica, puxa, encaixa e relaxa.

O duro é que tudo é beeeeem devagar, beeeeem consciente.

Confesso que tem sido um esforço danado manter a concentração e a dedicação.

Sou do tipo hiperativa, que faz tudo correndo pra se livrar bem rápido do(s) problema(s).

Por isso nunca gostei de Ioga e afins.

Mas tem jeito?

Tem não.

Corpo na ativa e boca fechada resulta em quê?

Quilos a menos.

Que Deus me ouça e os anjos digam amém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s